Fabrica de uniforme escolar

Sempre usado, porém não do mesmo jeito de uma vez por todas  A maioria das escolas no mundo adere o uniforme escolar, mas os modelos variam consideravelmente bastante conforme o clima, as costumes. e até de acordo com o entendimento que as diversas, culturas têm sobre os objetivos de uma escola. O importante é que a criança aprenda desde cedo sobre a importância do uniforme e quais os cuidados que ela deve ter quanto à manutenção das peças.  Confira aqui : Confecção de uniforme escolares

O objetivo não só dos uniformes das escolas, porém de todos, é identificar as pessoas, seja como alunos de uma determinada instituição escolar, seja como funcionários de determinada empresa. Fica difícil para nós, brasileiros, imaginar um unidade hospitalar por exemplo, sem uniformes, não é mesmo? Em ambos os casos, o uniforme visa, igualar as pessoas quanto ao a situação social e econômico.

No Japão, o uniforme escolar é o seifuku que acabou se modificando num ícone da cultura pop e até mesmo do pensamento coletivo. Lá, o uso é exigido de maneira obrigatória, a partir do ginásio. Porém, é no colegial (equivalente ao nosso educação privadas, médio) que o uniforme é tido como um objeto de sonho e status. Isto Pelo fato de que quem usa o uniforme das escolas mais disputadas é admirado porque terá mais oportunidades para cursar as melhores universidades e consegui os melhores atividades empregatícias

Os seifukus são utilizados no Japão há mais de cem anos. Os modelos foram variando, mas o que se tornou popular foi o sailor fuku, formado pela saia de pregas, gola triangular e o laço no pescoço. A notoriedade da marinha britânica também influenciou na criação deste modelo.



Na Inglaterra, são famosos os uniformes mais sociais, compostos por camisas, ternos, calças e sapatos para os meninos e vestidos, saias, com meia-calça e sapatos para as para as garotas Lá, entende-se que a escola é um templo de estudos, aprendizado e educação e, por isso, as roupas são mais formais. Também há nas escolas inglesas, os momentos de diversão, intervalos de descanso e a prática de ensino física, mas para estas ocasiões, há a outros exemplos. vestimentas apropriadas.

Seguindo também este aspecto de honestidade a Austrália também adota o terno e gravata para os meninos e a saia e o blazer para as para as garotas Em algumas escolas, elas também usam gravata ou vestidos em vez de saias. Lá, também são comuns os chapéus por causa do sol muito bastante quente e esses podem até ser de palha.

Já a Brasil torna aos poucos, restabelecendo o uso do uniforme escolar como obrigatório. Ele foi suspenso na década de 90, porém os próprios estudantes responsaveis  e professores quiseram os uniformes de volta para acabar com os sinais de desigualdade social nas escolas. O objetivo é preservar as escolas como locais de conhecimento e não de classificação de estudantes cercado por, ricos ou pobres.



Só que agora não utilizam mais vestidos marrons com golas de renda, ternos azul-marinho e aventais pretos ou brancos, peças que os estudantes da era soviética odiavam. porém a grande maioria das escolas ainda exige o estilo empresarial, com blusas, suéteres, saias, calças e jaquetas para meninas e calça, colete e pêlo para os garotos.

Os uniformes são um meio de comunicação não-verbal. Especialistas afirmam que crianças que usam vestimentas extravagantes, por exemplo, implicam o aprendizado. Já os alunos com uniformes melhoram sua disciplina e reforçam o aspecto de coesão, obtendo uma ótima melhora o progresso acadêmico. Pesquisas se aproximam a indicar que cerca de 63% dos estudantes, 77% dos pais e 91% dos professores acham que o uniforme é necessário.