O que é a abdominoplastia?

O que é a abdominoplastia?

A abdominoplastia é uma intervenção plástica realizada para remover o exagero de pele, gordura localizada e oferecer a recuperação da dureza dos músculos da região abdominal, acabando em uma abdômen mais lisa e tonificada. Este técnica similarmente pode afastar as estrias localizadas na região, uma vez que há a retirada de pele.

Dermolipectomia de abdome e plástica de abdome.

Informações da abdominoplastia A abdominoplastia não pode ser considerada como um tratamento à obesidade ou uma alternativa para trocar uma refeição saudável e a execução de treinos físicos. Candidatos à abdominoplastia precisam ser saudáveis e alusivo a em maneira, tanto mulheres, quanto homens.

O cirurgião plástico Carlos Alberto Komatsu, administrador da Agremiação Brasileira de Intervenção Plástica, explica que em pacientes cuja musculosidade da taipa abdominal é bastante fraca, a costura realizada ao longo a intervenção pode ficar comprometida, uma vez que os músculos não são estabilizados tão fácil.

Inclusive com a musculosidade fraca, a plicatura dos músculos alinhado abdominais abasta a revisão da diástase e estabilização da taipa abdominal. Musculosidade fraca não em oposição a indica o técnica, pelo contrario, é mais um agente para se aconselhar.

Em maior parte, a abdominoplastia é muito requisitada por mulheres que tiveram múltiplas gestações, indivíduos que geneticamente contem acumulo de gordura na região da abdômen ou quem teve redução abundante de peso.

O que estes pacientes abrange em comum é o progresso de flacidez da pele, depósitos de gordura e estrias na região da abdômen. Além da diástase dos músculos alinhado abdominais, essencial recomendação desta intervenção.

Como é ensejo a abdominoplastia?

O cirurgião plástico vai avaliar o abdome do paciente, verificando a porção e a localização dos acúmulos de gordura, exagero de pele ou diástase dos músculos do abdome. Geralmente, a abdominoplastia requer duas incisões: – A primeira é deitado na região logo acima dos pelos pubianos que se estende até próximo dos ancas, levemente curvada para cima.

A área dessa incisão e a maneira variam de acordo com a porção de pele a ser removida. É ensejo uma marcação em elipse, em que a primeira incisão se faz na parte inferior. Não possui incisão alinhado.

De acordo com a elipse abalizada é que se faz a afastamento da pele. – A segunda incisão é ensejo na alinhado, finalizando ao aproximadamente do abatimento, por no qual os excessos de pele da parte superior do abdome são separados das exigências profundas.

Aqui se faz um descolamento hipodérmico expondo os bordos da musculosidade do alinhado abdominal. Nesse hora os músculos abdominais são suturados para que se tornem mais rígidos, o que irá oferecer uma abdômen mais plano e uma cerca mais definida.

Essa pele em exagero é esticada para baixo para que seja removida e é realizado um abertura para devolver o abatimento em sua acomodação de origem. Depois de a intervenção, são colocados drenos de absorvência no abdome, para evitar o concentração de líquidos na região abdominal.

Estes drenos são inseridos na parte inferior da abdômen, próximo ao púbis, permitindo que a cesura seja disfarçada entre os pelos pubianos, porém nem sequer constantemente são importantes. Geralmente os pacientes abrange o dreno afastado no dia da intervenção ou eles são capazes de ser liberados para casa com os drenos, que são de simples amarfanhamento.

Os drenos apenas geram dor no hora da afastamento, que pode ser ensejo na clínica do cirurgião. Realizado isto, as incisões da intervenção poderão ser inteiramente fechadas, acabando em uma única sutura na série da região púbica e uma dentro do abatimento, e são colocados os curativos e bandagens.

Variações da abdominoplastia

No momento em que a área do tratamento é menor, ela é tragada de miniabdominoplastia, uma vez que retira acúmulos de gordura e pele somente da região inferior da abdômen, acabando em uma cesura menor.

Tanto a abdominoplastia quanto a miniabdominoplastia são capazes de ser associadas à lipoaspiração para melhores resultados e para um melhor bypass do corpo.

Anestesia essencial para abdominoplastia Em maior parte, é usada a anestesia raqui ou peridural com sedação e não é preciso mais de um dia de internação no clínica.

O cirurgião Carlos Alberto Komatsu conta que, em vários casos, é sugerido realizar outra intervenção no inclusive hora em que é realizada a abdominoplastia. A lipoaspiração, por adágio, auxilia a definir os contornos corporais.

São capazes de ser feitas similarmente cirurgias de mama e até procedimentos mais baixos na rosto. “No entanto, é preciso que os procedimentos associados não demandem bastante tempo, o que pode reforçar a duração da intervenção além do sugerido”. Saiba mais: Diabete: quais os afazeres em procedimentos cirúrgicos? Tempo de duração da abdominoplastia

O tempo de duração da abdominoplastia pode variegar bastante, porém a maior parte dos procedimentos dura entre uma a 3 horas. O tempo varia de acordo com a área do tratamento, porção de fazenda a ser removido e da associação ou não da lipoaspiração.

Cirurgias bastante longas aumentam o perigo de trombose. Contraindicações da abdominoplastia A abdominoplastia não é recomendada nos casos em que sejam previstos gestações futuras ou cenários de grandes ou ganhos de peso depois de a intervenção plástica. Abdominoplastia em BH

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *